O Sistema Único de Saúde (SUS) incorporou, essa semana, 10 novas práticas de medicina integrativa e complementar. Foram incorporados os tratamentos com apiterapia, aromaterapia, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozonioterapia e terapia de florais. Agora, são 29 os procedimentos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais oferecidos pelo sistema público de saúde.

Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, agora o Brasil lidera a oferta de modalidades integrativas na saúde pública, com 5 milhões de usuários em 9.350 estabelecimentos de 3.173 municípios. De acordo com Barros, tais práticas são investimentos em prevenção de saúde, para que as pessoas não fiquem doentes, e evitar que os problemas delas se agravem, que sejam internadas e que se operem, o que gera custos para o sistema e tira qualidade de vida do cidadão.

Veja como são esses tratamentos:

Terapias incorporadas recentemente ao SUS
Apiterapia – Apiterapia é a utilização de produtos derivados das abelhas para tratamento terapêutico. Nestes casos, são utilizados o mel, o pólen, a geleia real e as apitoxinas das picadas das abelhas. Os efeitos não são provados segundo testes científicos da medicina convencional. De acordo com seus adeptos, esta prática pode curar doenças do aparelho respiratório, cardiovascular, genitourinário e gastrintestinal, doenças de ordem neurológica e dermatológicas, como a celulite, entre outras.

Aromaterapia – Aromaterapia é a utilização de óleos essenciais e outro tipo de fragrâncias com o intuito de melhorar o bem-estar físico e psicológico de uma pessoa. Esta prática pode ser realizada como terapia complementar ou, de forma controversa, como medicina alternativa. Na terapia complementar, a aromaterapia é realizada a par do tratamento médico convencional.

Bioenergética – Todo o conjunto da bioenergética são exercícios e movimentos sincronizados com a respiração. Estes exercícios ativam a tua energia e, quando a energia do teu corpo é ativada e emerge, ela quer circular por tudo e sair pelo alto da tua cabeça. Tudo o que essa energia encontrar de obstáculos no caminho, ela vai tentar expulsar. Toda a tendência do nosso organismo é de se limpar. Por isso, durante os exercícios de bioenergética tem choros, expressão de raiva, risos, gritos, tremores de medo e vibrações sexuais.

Constelação familiar – Forma de representar espacialmente os membros familiares e, a partir daí, identificar a origem de bloqueios emocionais que prejudicam o bem estar mental.

Cromoterapia – Cromoterapia é a prática pseudocientífica de utilizar cores na cura de doenças, com o objetivo de harmonizar o corpo, atuando do nível físico aos mais sutis. Os adeptos da cromoterapia entendem que cada cor possui uma vibração específica e uma capacidade terapêutica.

Geoterapia – A Geoterapia é um tratamento holístico e natural com frutos da terra. Ela utiliza-se de argila, barro, pedras e cristais, como ferramentas reequilibrantes. Todos os antigos povos do oriente e do ocidente usavam a geoterapia para amenizar e cuidar de desequilíbrios físicos e emocionais. A argila com água é aplicada no corpo para ajudar na cicatrização de ferimentos, lesões e doenças associadas aos ossos e músculos.

Hipnoterapia – Hipnoterapia é o uso terapêutico da hipnose, ou o tratamento de uma doença com o uso de técnicas hipnóticas. É uma psicoterapia que facilita a sugestão, a reeducação ou a análise por meio da hipnose. A hipnose, além de na Medicina, é utilizada também na Odontologia, na Psicologia, na Fisioterapia, na Enfermagem e outras profissões de saúde. Através do relaxamento do corpo, o paciente é induzido a um estado mental mais aguçado. Desta maneira, é possível mudar comportamentos que prejudicam a saúde como, por exemplo, fumar

Imposição de mãos – A Imposição de mãos é um ritual religioso que acompanha certas práticas religiosas e que é encontrado em todo o mundo sob diferentes formas. Neste procedimento, o terapeuta usa as mãos próximas ao corpo do paciente para transferir energia. Ela atua na promoção do bem estar e ajuda a diminuir o estresse e a ansiedade

Ozonioterapia – Por meio da mistura de certas quantidades dos gases oxigênio e ozônio, é possível melhorar diversas doenças. O produto é administrado por várias vias e bastante utilizado em especialidades da odontologia, neurologia e oncologia.

Terapia de florais – Esta terapia usa essências florais que alteram estados vibratórios do paciente. O resultado são melhorias no equilíbrio mental e na percepção da vida de um modo geral.

 

Terapias já existentes no SUS
Acupuntura – Essa terapia milenar, originária da China, consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo para tratar doenças e para promover saúde. Estas agulhas são capazes de tratar diversas doenças físicas ou emocionais como sinusite, asma, enxaqueca ou artrite por exemplo, além de melhorar o sistema imunitário. A acupuntura estimula as terminações nervosas existentes na pele e nos outros tecidos, enviando desta forma mensagens até ao cérebro, o que desencadeia diferentes efeitos no corpo, como ação analgésica ou anti-inflamatória, por exemplo.

Homeopatia – O método é reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) como especialidade médica desde 1980. A homeopatia utiliza substâncias que provocam sintomas como forma de tratamento para uma série de doenças. O método segue a filosofia de que “semelhante cura semelhante”, que é um princípio relativamente parecido com o da vacina, que usa reagentes ativos para criar anticorpos contra uma doença específica.

Fitoterapia – Trata-se da prevenção e o tratamento de doenças mediante o uso de plantas. Segundo o Ministério da Saúde, a fitoterapia é uma terapêutica caracterizada pelo uso de plantas medicinais em suas diferentes formas farmacêuticas, sem a utilização de substâncias ativas isoladas, ainda que de origem vegetal.

Antroposofia – Trata-se de uma filosofia de vida que reúne os pensamentos científico, artístico e espiritual e fala sobre o ser humano e suas relações com o universo. Todos os medicamentos antroposóficos são obtidos da natureza, a partir de substâncias minerais, vegetais ou animais. Não há medicamento antroposófico sintético, embora o médico antroposófico recorra aos chamados medicamentos alopáticos quando necessário. Tampouco se concebe um medicamento antroposófico obtido de uma planta geneticamente modificada, ou que em seu processo de cultivo foram usados agrotóxicos, fertilizantes químicos ou herbicidas sintéticos.

Termalismo – O termalismo consiste na utilização da água termal como uma forma de tratar e prevenir diversos males que afligem o corpo e a mente. Os tratamentos incluem não apenas os famosos banhos, mas também massagens, vaporizações, ingestão, borrifação, inalações e gargarejos. Ansiedade, depressão, problemas musculares, vasculares e respiratórios são alguns exemplos que podem ser tratados.

Arteterapia – A arteterapia é um método baseado no uso de várias formas de expressão artística com uma finalidade terapêutica. É uma forma de usar a arte como uma maneira de comunicação entre o profissional e um paciente, buscando uma produção artística a favor da saúde. O trabalho através da arteterapia foca as emoções.

Ayurveda – O foco do ayurveda não é apenas o vigor físico, mas a harmonia entre corpo, mente e alma. Cromoterapia, aromaterapia, meditação com repetição de mantras são contemplados pelo ayurveda. São práticas que, para além do corpo físico, trabalham com a energia sutil e o propósito de vida. O objetivo desse sistema é manter o equilíbrio do indivíduo consigo mesmo, com a natureza e com os outros seres. Só assim seria possível estar realmente saudável – e feliz.

Biodança – Esta terapia utiliza exercícios e músicas organizados, a fim de aumentar a resistência ao estresse, promover a renovação orgânica e melhorar a comunicação. O exercício da dança contribui para a coordenação e agilidade de movimento de controle e equilíbrio. Também tonifica a pele e aumenta a drenagem de fluídos e toxinas.

Dança circular – Qualquer dança tem função de estimular a sensação de bem-estar. O objetivo maior desse tipo de dança é a integração. A dança circular estimula o autoconhecimento e, por ser feita em roda, o conhecimento em relação ao outro. As danças circulares também provocam a rápida reflexão sobre o trabalho em equipe, compreensão sobre conflitos, ajuda a despertar a criatividade, a integração dos hemisférios cerebrais, estimula a coordenação, a flexibilidade e ainda, ativa uma espécie de meditação dinâmica.

Meditação -Meditar pode ser uma potente ferramenta para melhorar a autorregulação corporal e cerebral, melhorando a concentração, o raciocínio lógico e o equilíbrio emocional. Na dor, várias áreas cerebrais são ativadas, além daquelas diretamente envolvidas na percepção do estímulo doloroso. Além de agir sobre essa autorregulação, a meditação pode melhorar as conexões cerebrais. Dessa forma, a pessoa consegue mudar a maneira como interpreta o incômodo.

 

Musicoterapia – Essa técnica usa a música e seus elementos – som, ritmo, melodia e harmonia – para a reabilitação física, mental e social de indivíduos ou grupos. Pode trabalhar em hospitais, clínicas, instituições de reabilitação ou centros de geriatria e gerontologia.

Naturoterapia – É o uso de recursos naturais para recuperação da saúde. A naturopatia encara a doença como um processo: a prevenção, o combate das causas das doenças e a estimulação da inerente capacidade de cura do organismo. O método valoriza a integração das áreas da saúde, as terapias naturais, como também a inata “sabedoria” do corpo humano, determinada pelos genes e a evolução da espécie, para auxiliar no restabelecimento da saúde.

Osteopatia – É uma terapia manual para problemas articulares e de tecidos. A Osteopatia é fundamentada no exame clínico, através da anatomia, fisiologia e semiologia. Essa técnica é indicada para alterações dolorosas no sistema musculoesquelético, como é o caso das lombalgias, cervicalgias, hérnias de disco, dores de cabeça e nas articulações, alterações de sensibilidade e limitações articulares.

Quiropraxia – É a prática de diagnóstico e terapia manipulativa contra problemas do sistema neuro-músculo-esquelético. O objetivo do método é avaliar, identificar e corrigir as subluxações vertebrais e os maus funcionamentos articulares, que podem causar irregularidades no mecanismo da coluna e na função neurológica. Em vez de prescrever medicação, o profissional de quiroprática busca o funcionamento correto da mecânica do corpo e a nutrição adequada. O objetivo é corrigir a causa do problema e não os sintomas.

Reflexoterapia – A Reflexoterapia é a utilização terapêutica da Reflexologia. É uma técnica de tratamento por meio de estímulos numa área reflexa. A Reflexologia é o estudo destas áreas. É um dos recursos da medicina natural ou medicina complementar, antigamente conhecida como medicina alternativa.

Reiki – A técnica japonesa se baseia na prática de imposição das mãos por meio de toque ou aproximação para estimular mecanismos naturais de recuperação da saúde.O método é um sistema natural de harmonização e reposição energética que mantém ou recupera a saúde. É uma forma de redução de estresse, captando, modificando e potencializando energia.

Shantala – A Shantala, é um método de massagem especialmente desenvolvido para o bebê. O principal objetivo dessa milenar massagem indiana é ampliar os momentos de contato entre pais/mães e filho e fortalecer o vínculo entre vocês. Portanto, não se preocupe demais com a técnica. Cada bebê é um indivíduo e o seu sinal de satisfação é o melhor indício para saber se os movimentos estão adequados. A única recomendação é fazer a massagem em seu bebê somente se você estiver se sentindo tranquila e relaxada.

Terapia comunitária integrativa – A Terapia Comunitária Integrativa (TCI) é um instrumento que tem como objetivo ser espaço de acolhimento e partilha de vida para se falar das dores, dos problemas e das potencialidades das pessoas e das comunidades. As Rodas de Terapia Comunitária Integrativa funcionam de forma circular e horizontal e tem como enfoque a solidariedade e o fortalecimento das relações humanas, possibilitando a construção de redes sociais solidárias. Facilita assim a consciência da origem e das implicações sociais do sofrimento humano, sendo considerado um grupo de ajuda mútua.

Ioga – Ioga ou yoga é um sistema de técnicas, disciplinas e filosofias utilizadas para o desenvolvimento harmonioso do corpo e do espírito. É baseado na filosofia hindu, sendo também praticado no budismo. O ioga é muito conhecido pelas suas posturas ou posições, sendo uma das mais conhecidas a postura de lótus, onde a pessoa se senta com as pernas cruzadas. No ioga também é importante o pranayama, técnicas para controle da respiração.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta