Foto: reprodução internet

Poucas pessoas sabem, mas os pets também podem doar e receber sangue. E assim como entre humanos, esse é um ato de amor entre os bichinhos. Cães e gatos, desde que saudáveis e seguindo uma lista de exigências, são candidatos à doação.

E todas as arrecadações são estocadas no banco e tem como destino animais que necessitam em casos de cirurgia. Mas não se restringe aí; as transfusões podem ser necessárias em muitos outros casos, como acidentes, doenças crônicas ou transmitidas por carrapatos.

Alguns dos principais pontos de coleta de sangue animal costumam ser os hospitais veterinários das universidades. Importante salientar que, antes de qualquer procedimento, seu pet passa por todos os exames, realizados por profissional especializado. E, para esclarecimento, a quantidade de sangue extraída de cães de grande porte, por exemplo, não ultrapassa 450 mililitros.

O ato de doação de sangue é necessário, pois pode salvar vidas, tanto humanas quanto animais. Importante salientar, também, que os pets, assim como nós, possuem tipos sanguíneos diferentes. Portanto, quanto mais doações, mais possibilidades de salvamento.

Confira os requisitos, conforme destaca a médica veterinária Tatiana Braganholo, da companhia nacional Pet da MSD Saúde Animal:

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta