Animais e plantas podem conviver em harmonia. A não ser em um caso: as plantas tóxicas. Existem espécies que não devem ser mantidas em casas e apartamentos com a presença de animais – principalmente filhotes – porque, quando ingeridas, se tornam tóxicas. Por serem muito curiosos, eles vão cheirar e comer a planta e acabam ficando doentes. Se a sua planta favorita estiver entre as tóxicas e você quiser mantê-la em casa, dê preferência para nichos e prateleiras altas em casa, nas quais o seu pet não tenha acesso. A veterinária Vanessa Daudt lembra que, além dessas plantas, alguns alimentos que, comumente se tem em casa ou na horta a qual o animal tem acesso, podem fazer mal como rabanete, repolho, cebola e alho. Veja algumas plantas que exigem cuidado.

Coroa de Cristo
É muito utilizada em casas, como proteção de cercas vivas, devido aos seus espinhos. A seiva leitosa pode provoca reações inflamatórias. No caso de contato com os olhos, pode causar cegueira.

Dama da Noite
Ela chama a atenção pelo aroma de suas flores. Mas os frutos imaturos e folhas são tóxicos. Se ingeridos causam náuseas, vômito e até alucinações.

Mamona
A ingestão dessa planta afeta sistema nervoso do animal. Os sintomas desencadeados são náuseas, vômitos, cólicas abdominais, hipotermia, taquicardia, vertigens e sonolência. Nos casos mais graves, leva a óbito.

Comigo Ninguém Pode
Dizem que ela traz proteção para casa e por isso também é muito popular nos lares. O problema é que todas as partes da planta são consideradas tóxicas. O consumo da sua seiva causa irritação das mucosas e edema de lábios, já das outras partes leva a cólicas abdominais, náuseas e vômitos. O contato com a área dos olhos também é perigoso.

Lírio
Muito utilizadas em decoração e ornamentos, essa planta, apesar de linda, deve ser fonte de cuidado para famílias com pets. A sua ingestão pode ocasionar irritação nos olhos e de mucosas, pele seca e avermelhada, dificuldade de engolir e problemas respiratórios.

Samambaia
No Rio Grande do Sul é muito comum se ter samambaias. Mas o consumo de suas folhas – mesmo secas – pode causar febre, suor com sangue, diarreia com sangue e diminuição do número de plaquetas.

Azaleia
Apesar de sua beleza, é arriscado manter o seu pet e as azaleias no mesmo espaço. O consumo desencadeia vômitos, salivação intensa, perda de apetite, diarreia, arritmia cardíaca, queda de pressão e convulsões. Ela também pode levar à cegueira.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta