O horário de Verão é convidativo para passear, praticar atividades físicas e conhecer um pouco mais da cidade. E que tal fazer tudo isso de bicicleta? Esse é o programa de praticamente todo o domingo das amigas Ana Luiza Beneton, 15, e Stefani Geovana de Souza, 16.

As estudantes pedalam pela cidade, sempre com o mate à tiracolo. Ana Luiza mora na Timbaúva e Stefani, no Aeroclube. Elas saem sempre no final da tarde, vão até o Centenário, onde param para descansar. Depois, dão mais uma volta e a segunda parada, para tomar um mate olhando o movimento, é no Porto das Laranjeiras, tendo o pôr-do-sol do Rio Caí como pano de fundo do seu lazer.

“A gente sai quase todo o domingo e, depois de pedalar, ficamos apreciando o movimento e tomando o chimarrão”, conta Ana Luiza. Em dias de inverno, elas saem logo após o almoço. “Já faz um ano que a gente sai juntas”, conta Stefani.

Além do cuidado com o horário do passeio, as adolescentes fazem questão de se precaver em relação ao trânsito. “Vamos sempre costeando a rua e olhando para os dois lados”, reforçam, já que elas acabam pedalando em algumas das principais ruas da cidade, como a Ramiro Barcelos e a Buarque de Macedo.

Dicas para conservar sua bicicleta
1 – Faça limpezas periódicas: essa é a melhor maneira de conservá-la por mais tempo. Passe um pano seco uma vez por semana para retirar a sujeira e os resíduos de todos os componentes, ou lave ela com água e sabão neutro, caso esteja muito suja.
2 – Lubrifique: depois de secar a bike, lubrifique com óleo os componentes móveis de sua bicicleta, como a catraca de marchas, a corrente, os pedais e os rolamentos para evitar a oxidação.
3 – Retoque a pintura: ela é uma das principais armas contra a oxidação da bicicleta. Sempre que observar danos, arranhões ou locais descascados, pinte imediatamente para prevenir contra a ferrugem.
4 – Leve a bike para um check-up: fique atento a barulhos estranhos e trepidações diferentes para identificar qualquer tipo de anormalidade em sua bike e, se necessário, encoste sua magrela na oficina mais próxima.
5 – Guarde a bike em ambientes fechados: deixe ela em lugar limpo, seco e protegido do sol, chuva e vento, agentes oxidantes e/ou corrosivos metálicos.

Pedale com segurança
1 – Iluminação: para poderem ter tempo de reação e desviar de você com segurança, os motoristas precisam vê-lo. Use sempre luz branca na frente e vermelha atrás. A luz piscante atrai muito mais a atenção do motorista – e é exatamente esse o objetivo.
2 – Capacete, luvas e óculos: o capacete reduz as chances de traumatismo craniano. As luvas evitam irritação devido às manoplas e que as mãos sejam esfoladas em quedas. Já os óculos protegem os olhos contra poeira e outras partículas que podem entrar com o vento.
3 – Ande pela direita: trace uma rota para não andar pela contramão e ande sempre pela pista de rolagem, mas à direita. Evite ruas movimentadas e nunca ande pelas calçadas, elas são para os pedestres. Prefira ruas com ciclovias.
4 – Sinalize suas ações: sempre sinalize o que pretende fazer com as mãos. Agitar ligeiramente a mão torna o sinal mais visível. Sempre veja se o motorista vai mesmo te esperar.
5 – Respeite a sinalização: nunca fure o sinal vermelho, pois pode aparecer um carro em alta velocidade na transversal e você não conseguir fugir a tempo. Respeite também as faixas de pedestres e a sinalização dos carros e motos.

Cuide da sua saúde ao pedalar
1 – Faça alongamento antes de pedalar: essa dica é indispensável, pois evita lesões musculares e prepara o corpo para a atividade física. É fundamental, mesmo que a pedalada seja apenas para lazer.
2 – Hidrate-se bastante: beba água, sucos e coma alimentos leves. Lembre-se, mesmo que seja com objetivo de lazer, a pedalada é uma atividade física e exige cuidados para não passar mal.
3 – Use roupas apropriadas: pedalar de calça jeans não dá, né? Use roupas de tecidos flexíveis leves e confortáveis e, se for fazer um trajeto longo, há roupas e equipamentos apropriados, como bermudas acolchoadas que evitam assadura, por exemplo.
4 – Evite horários de muito calor: praticar atividades físicas nos horários em que o calor está muito intenso pode provocar fraqueza, cansaço, dores de cabeça, tontura e câimbras. Por isso, prefira sempre o início da manhã ou o fim da tarde para pedalar.
5 – Abuse do protetor solar: essa dica dispensa comentários, né? Mesmo que esteja nublado, o mormaço pode queimar tua pele, caso você não esteja devidamente protegido.

Pelos caminhos da cidade e do interior
Amigos e compadres, o arquiteto Leonardo Müller, 44, e o assistente administrativo Fabrício Martins da Luz, 41, também costumam usar a bicicleta para o lazer. Eles fazem, em média, 30km pelas estradas da cidade e do interior, mas garantem que não se esforçam além do seu limite. “Nosso objetivo não é baixar tempo, nem competir. Nós pedalamos para conversar, olhar a paisagem e conhecer os lugares”, contam.

Entre os lugares que já visitaram de bicicleta, eles citam Linha Catarina, Despique e Pareci Novo. Ambos moram no Centro de Montenegro e contam que, entre as vantagens da cidade, está a proximidade com a natureza. “Aqui a gente pedala por 10 ou 15 minutos e já está em meio à natureza, no interior”, afirma Leonardo. “A gente anda em locais de contato direto com o meio ambiente. A gente sempre vê lagarto, cobra, além das plantações e dos animais dos produtores”.

A proximidade com a natureza foi uma das características que fez Fabrício morar aqui. Natural de Sapucaia, ele mudou para cá há quatro anos. “A cidade é mais tranquila, você está muito perto das áreas verdes”, diz. “Isso proporciona uma pedalada mais saudável e menos arriscada. Para quem gosta de andar de bicicleta, essa região é um dos melhores locais” reforça.

Eles também citam cuidados ao pedalar. Além de procurar sair no final da tarde, quando o calor já não é tão intenso, os amigos procuram ser comedidos nas pedaladas. “Nós temos um amigo que é mais experiente no ciclismo, e ele sempre diz que dificuldade na subida é perigo na descida. A velocidade seduz, mas, é perigosa”, afirmam. Eles reforçam que procuram ir com calma para não precisar fazer uma freada brusca e correr o risco de cair e se machucar.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta