fotos: reprodução internet

Uma surpresa boa na família. O anúncio de uma gravidez. Ansiedade, insegurança, felicidade e amor se misturam. É menino ou menino? É preciso aumentar um cômodo na casa? Quarto de qual cor?
Quando passa o frenesi da notícia, é preciso começar a planejar a família contando com mais um integrante. E os primeiros preparos dos futuros papais são geralmente o enxoval e o quarto do bebê.

Tantas opções de tons, decoração e detalhes que mesmo os mais assertivos ficam em dúvida. Porém, uma dica é válida: tons neutros trazem tranquilidade ao ambiente e possibilitam a decoração antes mesmo de descobrir o sexo da criança.
Confira algumas ideias que preparamos para ajudar você nesse momento tão especial:

Escolhendo a cor
Cores claras, como pastéis e tons neutros, harmonizam o quarto do seu bebê e trazem boas sensações, além de luminosidade. Algumas culturas acreditam, inclusive, que as elas têm capacidade de influenciar ambientes através da energia. Porém, há algumas tonalidades quentes, como o amarelo, que trazem ar de felicidade e aconchego ao quarto do bebê, podendo ser utilizadas sem restrições.

Outra cor ambivalente é o verde. Relaxante e estimulante para o sono, ele tem tudo a ver com o frescor da natureza. Em nuances mais claras, mais serenidade, podendo ser aplicado nas paredes ou na escolha de um móvel.
E se você aposta realmente nessa proposta menos sexista, que não penda nem para o rosa e nem para o azul, uma ótima pedida é investir em móveis sóbrios, cor de madeira, com tons terrosos nas paredes. O tapete pode ser branco, para quebrar a seriedade.

Móveis
O que reina no quarto de um bebê e chama mais a atenção certamente é o berço. Ele deve ser certificado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e preferivelmente com cabeceira inteira, para maior segurança. É recomendado às laterais, sistema de travamento. Porém, outros detalhes também devem ser sempre considerados, como a otimização de espaços e segurança. Pensado que seu filho crescerá utilizando o cômodo, tomadas, fios e móveis com pontas agudas precisam ficar longe. A melhor forma é decorar com arredondados, e conjunto de mobiliária costuma ficar elegante. Tudo sempre ao alcance da mãe também é uma prioridade, como a altura do trocador. Para quartos pequenos, a preferência é investir nos práticos móveis feitos sob medida. Sobre o design, fica a critério dos pais, tanto da mobília quanto do berço.

Decoração
Na decoração o que vale é ousar! Você pode optar por uma temática de bichinhos, flores, borboletas e diferentes personagens animados. Para isso, os adesivos são fortes aliados. Listras em papéis de parede também são muito utilizadas nos quartos de bebê. Há ainda a opção de pendurar bonecos feitos pano ou de tecido na parede, para enfeitarem. Orná-los com os detalhes do porta algodão ou fraldas fica puro charme! Pelúcias são menos indicadas, pois podem causar alergia no seu bebê. Tapetes e cortinas, como acumulam muita poeira, também devem ser hipoalergênicos.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta