Escolher o melhor tipo de cortina depende de vários fatores, como, por exemplo, a dimensão do ambiente, o tamanho da janela, a decoração já existente e também o objetivo do cômodo. Para começar decidir separamos os tipo de cortinas mais usados.

Blecaute
Essa cortina é forrada com tecido de poliéster mais espesso e tem a função de impedir a entrada de luz. Você pode usar em salas de televisão, pois deixa o local mais escuro e tira o reflexo produzido na TV pela claridade.

É indicada também para quartos, já que garante a qualidade do sono, mas se você não quiser um ambiente sempre escuro, pode combiná-la com uma cortina de tecido mais leve, como o voil.

Foto: Greg Natale

Cortina de tecido
As cortinas de tecido são as mais clássicas e tradicionais. São inúmeras as opções de tecido, os mais comuns são voil, seda e linho. Normalmente, as cortinas de tecido são penduras em varões, e por isso, são fáceis de tirar, trocar e lavar.

Foto: Miller Architects

Persiana de alumínio
As persianas de alumínio bloqueiam efetivamente os raios solares, já que o alumínio é um ótimo isolante térmico. Possuem um bom controle de luz, mas são frágeis e exigem maior cuidado na limpeza e no manuseio.

Foto: Amorim cortinas

Persiana rolô
É uma cortina prática e resistente, que também filtra a luz solar e diminui o calor do ambiente. Esse tipo de cortina não apresenta dobras, é um tecido inteiro e contínuo, o que facilita a higienização. Outra vantagem que deve ser destacada é a fácil regulagem da altura da cortina, que pode ser recolhida total ou parcialmente, da maneira que você preferir.

Foto: Clímax persianas

Persiana de PVC
PVC é um tipo de plástico rígido e resistente. As persianas feitas com esse material apresentam maior durabilidade, sendo indicadas para ambientes como cozinhas, sujeitas a calor e gordura, e banheiros, sujeitos a umidade.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta