As décadas de 80 e 90 foram memoráveis. Fatos históricos como a queda do Muro de Berlim, em 1989, marcaram a época. E há diversos outros aspectos culturais e tradições que trazem nostalgia a quem viveu o período. Embarque com a gente na cápsula do tempo para relembrar algumas peculiaridades da época.

Carros

Monza, Fusca, Kombi e o charmoso e quadradinho Fiat 147. Esses foram alguns carros que tiveram design repaginado, motores melhorados ou que chegaram ao mercado automobilístico nas décadas de 80 e 90.

O Monza, antecessor do Gol, deslanchou as vendas em 1983, quando se tornou sedã. O projeto era ousado para a época e o veículo ganhou, nos anos 80, versão com duas ou quatro portas, liderando o mercado nos anos 1984, 1985 e 1986.

O bom e velho Fusca, que ainda hoje mantém amantes, teve produção encerrada em 1986. Circular pelas ruas dentro de um deles, no auge de seu lançamento, era puro luxo. Ele foi o quarto carro mais vendido dos anos 1980, superando a Belina, o Opala e a Kombi.
E como esquecer do Fiat 147, aquele carro quadradinho (e que provavelmente se você tem mais de 30 anos andou em um) também foi um sucesso no setor na década. Em cores azul, verde ou algo muito parecido com bege, eles eram econômicos e fáceis de estacionar.

fotos: reprodução internet

Há Evidências do passado ainda hoje
“E nessa loucura de dizer que não te quero
Vou negando as aparências
Disfarçando as evidências…”
Sim! A música que já vem no DNA do brasileiro é da década de 90. Na época em que os discos de vinil e fitas cassetes ainda eram – quase – absolutos. “Baila tu cuerpo alegria Macarena..”, que vinha acompanhada de coreografia, também era hit tocado incessantemente nas rádios.
As Boy Band como Backstreet Boys e N’sync, que encantavam os corações adolescentes, eram sucesso dos anos 90. Nacionalmente, toda a irreverência dos Mamonas Assassinas e o romantismo de Raça Negra, com seus bordões icônicos, embalavam.

fotos: reprodução internet

Cartas à mão e telefone discado
Com o avanço da tecnologia, atualmente todos os recados e mensagens são passados e lidos através da tela do computador ou celular. Mas nos anos 80 e 90, quando computador e internet ainda não eram democratizados, a tradição era escrever à mão. Colecionar papéis de carta fez parte da vida de muitas pessoas. Agendas com anotações sobre o dia, papéis de balas guardados eram costumes, principalmente para os adolescentes. E para as ligações? O telefone com discagem manual era utilizado. Para completar a ligação, deveria girar o discador até os números.

fotos: reprodução internet

Tenedências fashionistas
Muitas peças de roupas que vemos hoje no mercado são inspiradas na moda anos 80 e 90. Um exemplo é a manga morcego. Lançando tendência nos anos 80, elas apareciam em blusas e vestidos. Também as calças multicoloridas, herança punk e que a banda Restart adotou com excelência, também chegou com tudo dos anos 80. Estampas animal print e aquele tradicional moletom da Hard Rock Café invadiram as ruas, assim como looks monocromáticos, em tecidos brilhosos, e as leggings de ginástica coloridas, retratadas no filme Dirty Dancing ditaram regras.

fotos: reprodução internet
COMPARTILHAR

Deixe uma resposta