As amigas Samara Oliveira, Bruna dos Santos, Luana dos Santos e Inês Vicente se divertem. Crédito: reprodução internet

É fim de tarde. Com o auxílio do horário de verão ainda é possível aproveitar o restinho do dia, após a saída do trabalho. Sim, porque é preciso encontrar formas de diversão para aqueles dias na cidade, sem contar com o refresco do litoral. E uma das formas preferidas da galera “se refrescar” tem sido um happy hour com os amigos, regados a chope e cervejas bem gelados.

 cervejas, pubs, Bruno Schommer, Bruna Mello
Do café ao chope, Bruno Schommer e Bruna Mello aproveitam o
que os pubs oferecem nessa época de tranquilidade na cidade. Crédito: reprodução internet

A boa notícia é que Montenegro está muito bem servida quando o assunto são os pubs. Não faltam opção de bares pela cidade, que oferecem cerveja e chope bem gelados, além de caipirinhas e outros tipos de bebidas, acompanhados de petiscos para agradar a qualquer paladar.
Eles abrem por volta das 18hs e seguem abertos ao público até depois da meia noite, dependendo do estabelecimento e do dia da semana. Alguns têm atendimento o dia todo. Em vários, além das bebidas alcoólicas, é possível apreciar cafés e, nessa época mais quente do ano, deliciar-se com taças de sorvete pra lá de especiais.

E os montenegrinos – além de visitantes da região – têm aproveitado. É o caso de Bruno Schommer, de 20 anos, de Montenegro, e Bruna Mello, de 21 anos, e moradora de Triunfo. O casal de namorados aproveitou a sexta-feira para relaxar, observando o movimento da cidade, que no fim da tarde se agitava rumo ao final de semana. Bruno conta que “de vez em quando” esse é um programa que eles fazem e que, nesse época, costuma ser ainda mais atrativo. “É um período mais tranquilo, muita gente de férias, na praia”, comenta. Talvez eles ainda se estendessem por ali mais um pouco e, quando a noite caísse, aí sim, vissem a casa lotada. “É, mais tarde o movimento aumenta, mesmo em época de férias”, brinca.

Se pub é um lugar para namoros, também é local para amigos e amigas se encontrarem, colocarem os assuntos em dia e se divertirem. Esses eram os planos de um quarteto – Samara Oliveira, 19 anos; Bruna dos Santos, 16 anos; Luana dos Santos, 19 anos; e Inês Vicente, de 19 anos – bastante animado, que viu o sol se pôr num dos pubs de Montenegro na tarde do último domingo. Elas chegaram cedo e, com disposição, não pensavam na hora de ir embora.

As gurias contaram à reportagem que essa é uma boa forma de animar o final de semana passado na cidade, reunindo as amigas num pub, trocando idéias e curtindo uma música. “É bom pra se divertir e aproveitar o final da tarde”, comentou Luana.
Você estanhou o fato de uma delas ser menor de idade? Não há nada de estranho nisso. Há opções sem álcool disponíveis. “Ela é menor, mas está tomando suco”, brincou Inês, referindo-se a Bruna, a caçula do grupo. Se o álcool é proibido aos menores, a diversão não depende dele. E elas aproveitam sabendo bem disso.

Conheça alguns tipos de cerveja:

Foto: reprodução internet

Lager
De baixa fermentação, são cervejas feitas com um levedo que age sob baixas temperaturas. Têm sabores e cheiros que lembram malte e lúpulo. A maior parte dos estilos alemães são dessa família.
Pilsen
Inventada na cidade checa de Pilsen, é mais clara e leve no paladar. Tornou-se o tipo mais consumido no mundo inteiro, em geral, elas são mais amargas, com espuma cremosa e branca.
Bock
Produzida na Alemanha, é avermelhada, bastante maltada e com teor alcoólico alto.
Weissbier
Leva maltes de trigo e de cevada na receita. A característica do estilo são os aromas de banana e de cravo, apesar de a bebida não conter esses elementos.
Stout
Típica da Inglaterra e da Irlanda, é preta. Existem opções doces e secas. Grossa e encorpada, levou a fama de ser um fortificante para trabalhadores braçais.
Dubbel
Estilo belga, seu sabor do malte lembra chocolate e caramelo. Dá também para perceber aromas de ameixa seca, cereja e banana.

Um pouco da história
Você sabe da onde surgiu o happy hour? Essa forma de liberar o estresse acumulado no dia de trabalho teve início na década de 20. Sim, bem mais antigo do que imaginamos. Não se sabe ao certo o local – se Europa ou Estados Unidos. Mas, a história conta que os trabalhadores de navios, a cada período de descanso, quando a embarcação atracava, tratavam de divertir-se…bebendo. Era como um ritual, após semanas ou meses em alto mar.

O detalhe é que eram tempos de “lei seca” nos EUA, por isso, a cerveja era apreciada em estabelecimentos clandestinos ou nas chamadas “residências particulares permissivas”. As décadas foram passando e o costume de extravasar o estresse profissional com a ajuda da bebida e, principalmente, do encontro com os amigos, foi se disseminando. O happy hour só fez ganhar espaço nas cidades mundo afora.

Mercado cervejeiro ganha espaço

cervejas, pubs, happy hour, bares
O happy hour é uma forma de terminar bem o dia e Montenegro tem ótimas opções de pubs

Os pubs ou as “public houses” são os estabelecimentos especializados em cervejas especiais. Neles, você deve encontrar aqueles rótulos mais apreciados, oferecidos na temperatura ideal, além, é claro, de uma estrutura preparada para receber os frequentadores, com ambiente acolhedor e comidinhas saborosas. Tudo para soar como um grande convite para noites de bom papo e diversão.

O mercado cervejeiro vem ganhando cada vez mais espaço por aqui. Segundo o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Brasil já é o terceiro maior produtor da bebida no mundo, atrás apenas de China e Estados Unidos. E nesse crescimento, se destacam as cervejas especiais. Só em 2017, foram registradas novas 91 cervejarias no país.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta