foto: reprodução internet

Com frequência fico sabendo que mães contam que seus filhos rolaram escada abaixo ao usarem andador. E, claro, bateram a cabeça, foram ao plantão, etc. Daí eu pergunto: mas não sabiam que o uso do andador foi proibido em todo Brasil ?
Pois em 2013, portanto há 5 anos, a Sociedade Brasileira de Pediatria fez uma Campanha, chegando a pagar reportagens na TV Globo, Fantástico e outros locais explicando porque os pequenos de 6 a 15 meses não devem usar o andador. Para muitos pais, o fato de seu filho circular rápido por uma sala, pelo pátio, calçado , garagem, dando risadas, parece ótimo. Mas nem tudo o que a criança quer devemos dar. Ou será que poderemos dar ao filho de 12 a 15 anos as chaves do carro, só porque ele pede e só porque ele consegue movimentar o automóvel? Tudo tem a sua explicação de maturidade, o seu desenvolvimento neurológico.
E a explicação é simples: o seu desenvolvimento neuro – motor normal. O que é o normal: a criança aprende a erguer a cabeça de um plano, de sua “caminha”. Daí, ela aprende a rolar. Depois, a manter-se sentada, com apoio. Depois, senta sem apoio. Daí engatinhar, dos 9 meses em diante. Em seguida, ela se ergue, apoiando-se num movel, num sofá, ou mesmo num “cercadinho”. E só então, caminha -apoiada, ou finalmente sozinha. Essa atividade muscular toda que ela desenvolveu nesses meses teve uma progressão, um acompanhamento neurológico. Tudo ao seu tempo e com crescimento. Ela foi aprendendo o equilíbrio de cada uma dessas fases, a posição dos pés, dos joelhos, das pernas e coxas. E, sim, a não jogar-se para frente, quando dá os primeiros passos.
No Canadá, desde abril de 2007, foi proibido o uso desses aparelhos que, com suas rodinhas, parecem facilitar a movimentação dos pequenos. Acontecem muitos acidentes em escadas, rampas, e o andador facilita o acesso aos fogões, ou às mesas, para puxar toalhas, etc. Os neurologistas, pediatras, enfermeiras, fisioterapeutas e outros profissionais da área da Saúde, também tem suas razões para serem contra. Mas a principal e definitiva razão é o atraso do desenvolvimento neuro muscular dos pequenos. E isso vai se refletir mais adiante, no desequilíbrio ao andar, ao correr.
Portanto, andador não!
Simples assim.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta