Foto: Reprodução da Internet

Lembra do batom verde que ficava rosa ou vermelho quando em contato com a pele? Ele fez sucesso entre os anos 1980 e 1990 e volta em 2019 para o catálogo da Natura. A novidade tem acabamento cremoso e muda de intensidade conforme a quantidade de aplicações. A versão 2019 também pode ser usada como Blush.

Brasileiros em lista internacional de inovação
A Nubank, startup brasileira pioneira em operações financeiras, é a única empresa do Brasil a aparecer no ranking anual das 50 empresas mais inovadoras do mundo, da revista Fast Company. A Nubank é o maior banco digital fora do continente asiático.

Foto: Reprodução da Internet

Crise nas livrarias
A crise nas grandes lojas de livros continua. A Livraria Saraiva fechou outras duas lojas na semana passada. No final do mês mais uma deve finalizar os serviços. Foram 20 estabelecimentos fechados no ano passado e assim como a Livraria Cultura, a Saraiva entrou com um pedido de recuperação judicial.

Foto: Reprodução da Internet

Voo Brasil x Londres por R$ 1 mil
A companhia área Norwegian, da Noruega, começa a operar no Brasil. O primeiro voo entre o Rio de Janeiro e Londres acontece no dia 31 de março. “Os consumidores podem comprar o trecho por cerca de R$ 1.000 (£200) por pessoa, em classe econômica, e aproximadamente R$ 2.800 (£550) na cabine Premium”, diz o comunicado. A rota será operada será operada às segundas, quartas, sextas-feiras e domingos.

Foto: Reprodução da Internet

Gisele Bündchen de cera
Modelo mais famosa do mundo, a gaúcha Gisele Bündchen ganhou uma nova réplica em cera que já está exposta no museu Dreamland, em Gramado, na serra gaúcha. A estátua, em tamanho real, fica ao lado de mais de 80 astros e personalidades que também possuem réplicas.

Foto: Reprodução da Internet

Pela igualdade salarial
Mulheres que utilizam o transporte público em Berlim, na Alemanha, ganharam 21% de desconto nas passagens compradas na última segunda-feira, 18. O desconto equivale à diferença salarial por gênero existente na Alemanha e a ação foi promovida pela empresa pública que administra ônibus, metrôs e bondes. Para receberem o mesmo salário que os homens, o ano das mulheres alemãs precisaria ter 442 dias.

Foto: Reprodução da Internet
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here