O cuidado ao fazer um procedimento estético é fundamental. Por isso, é muito importante saber pesquisar sobre o profissional antes de fazer qualquer procedimento. Pode parecer muito trabalhoso pesquisar tanta coisa antes de fazer um tratamento de estética. Mas quando é seu corpo, sua saúde e sua vida em jogo, vale a pena avaliar alguns detalhes, certo?

1. Consulte o CRM
O CRM é o número que o médico recebe para exercer a medicina e o RQE (Registro de Qualificação de Especialista) é a identificação que o especialista tem para que sua especialidade médica seja reconhecida.

Para consultar o CRM do médico, basta acessar este link e preencher os dados. O médico deve ter o registro no Conselho em todos os Estados do Brasil onde atua como profissional da saúde. Caso você perceba que o médico não possui o registro correto, você pode informar o Conselho Regional de Medicina para que ele tome providências.

Para saber se o médico possui registro de especialista, basta fazer uma simples consulta no site do CFM e CRMs. No caso do médico dermatologista, a consulta também pode ser feita pelo site oficial da SBD: www.sbd.org.br.

2. Pesquise sobre o passado do profissional
Você não precisa se tornar um Sherlock Holmes, que vai atrás de todos os detalhes. Apenas pesquise no Google mesmo. Coloque o nome do profissional junto a palavras como “denuncia”, “reclamação” ou “reclame aqui”. Outra opção muito boa para quem tem paciência com a linguagem jurídica, é o Escavador.

3. Procure relatos não oficiais
Geralmente, os relatos divulgados pelo profissional são selecionados. Por isso, procure saber mais em grupos nas redes sociais, contatos pessoais de amigos e familiares, além de pesquisas na internet e leia relatos não oficiais sobre a atuação do profissional.

4. Tire todas as suas dúvidas
Converse detalhadamente com o profissional e procure tirar todas as suas dúvidas antes do procedimento. Observe o comportamento dele, se passa confiança e se você se sente segura para confiar seu corpo, sua integridade, sua saúde e sua vida a este profissional.

5. Consulte a comunidade médica
Praticamente todas as especialidades médicas possuem uma associação. Estas instituições costumam divulgar notas oficiais com o parecer sobre procedimentos, medicamentos e tratamentos. Vale a pena mandar e-mail perguntando sobre algo que não está na internet ou até mesmo sugerir um posicionamento dessas instituições. No caso dos tratamentos estéticos, procure:

 

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta