foto: reprodução internet

A preocupação com o aparecimento das indesejadas ruguinhas já não é exclusividade do público feminino. Mas antes de iniciar a aplicação de produtos anti-idade, tanto homens quanto mulheres devem se preocupar com uma vida de cuidados preventivos com a pele. Protetores solares e higienização nunca devem ser dispensados e precisam ser levados em conta antes mesmo do aparecimento da primeira marca de expressão. Caso você já tenha um objetivo bem traçado e queira investir em tratamento para reduzir as rugas, os cremes e produtos anti-idade entram como aliados, mas é sempre importante respeitar aspectos como a faixa etária, antes de utilizá-los.

Esse tipo de produto não elimina as rugas, por assim dizer, mas possui uma série de componentes que atuam estimulando a produção de colágeno, hidratando e trazendo mais elasticidade à pele. Outro detalhe importante é que o tratamento deve ser realizado por pelo menos um mês para que seu efeito possa ser notado. O processo de rejuvenescimento inicia de dentro para fora até que chegar à derme.

Para quem estiver entre os 30 anos o primeiro passo é saber que a vitamina C é muito indicada em ativos para essa fase, principalmente por atuar preventivamente contra o envelhecimento precoce. Nesta fase a preocupação maior é para que manchas e os populares “pés de galinha” não aumentem ou retarde o aparecimento.

A partir dos 30 anos

Como nesta fase os sinais começam a ficar mais aparentes na pele, os produtos que estimulam a produção de colágeno e a renovação celular é o mais indicado. Os antissinais, agindo na correção de marcas, são super apropriados para esta faixa.

foto: reprodução internet

Após os 40 anos
Após os 40 anos, a pele vai perdendo firmeza. Portanto, é importante investir em cosméticos que estimulem o colágeno na pele. Fórmulas com componentes hormonais, como o alfa-hidroxiácidos, que também auxiliam na renovação das células, são indicadas.
Chegando aos 50, a pele demonstra ainda mais os anos vividos. É geralmente nesta fase que as mulheres, por exemplo, entram na menopausa e que a produção hormonal cai. Os cremes precisam, então, ser mais fortes para minimizar os efeitos nocivos do tempo à pele.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta